Reprodução/Estadão
Reprodução/Estadão

Aposentada que arruinou quadro faz acordo de merchandising

Imagem de Cristo desfigurado do quadro 'Ecce Homo', de 1910, será estampada em produtos

Economia & Negócios,

22 de agosto de 2013 | 13h22

SÃO PAULO - A aposentada espanhola que ganhou fama mundial ao tentar restaurar a imagem de Jesus Cristo no quadro 'Ecce Homo', de 1910, vai ganhar muito dinheiro pelo seu trabalho.

O quadro do artista espanhol Elias Garcia Martinez que a espanhola arruinou virou atração turística na igreja de Borja, no nordeste da Espanha, e já angariou mais de 50 mil euros, o equivalente a R$ 163 mil.

Agora a autora vai receber parte dos lucros com merchandising de produtos com a imagem que criou.

Cecilia Gimenez, de 82 anos, entendeu que merecia parte dos lucros recebidos pela igreja após a fama internacional que o quadro ganhou ao ser totalmente descaracterizado por ela.

A igreja concordou e acaba de firmar um acordo com Cecilia Gimenez, de 82 anos. A aposentada vai receber 49% dos direitos da campanha de exploração da nova versão do quadro.

A campanha será lançada com a imagem do Cristo "macaco cabeludo", conforme foi definida por um crítico da BBC. A imagem será estampada em camisetas, canecas, chaveiros e outras lembranças da igreja espanhola.

 

 

Turismo. A artista involuntária também terá parte do valor recolhido por milhares de turistas que pagam ingresso na igreja para ver a obra, informou a publicação International Business Times.

O quadro tem atraído tantos turistas que a empresa de aviação Ryanair lançou um pacote com tarifas especiais para a cidade vizinha de Zaragoza. As autoridades da igreja também decidiram manter o afresco como a aposentada deixou, e introduzir uma taxa de entrada.

Em um ano, 57 mil pessoas pagaram ingresso de um euro (R$ 3,26) para ver a 'restauração'. O dinheiro tem sido usado para melhorar prédio e cobrir os custos de pessoal. A aposentada prometeu que vai usar a sua parte nos lucros para financiar obras de caridade.

O acordo não agradou descendentes do pintor Garcia Martinez, autor do quadro original. A família Martinez deseja que a pintura seja recuperada e volte ao seu aspecto original, o que os especialistas dizem ser praticamente impossível.

Tudo o que sabemos sobre:
Ecce Homo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.