Aposentado terá empréstimo com juro de até 2%, anuncia Lula

O presidente da República informou hoje que os aposentados agora podem conseguir empréstimos de R$ 300,00 a R$ 400,00, com juros de 1,75% a 2% ao mês. O presidente fez este anuncio no seu programa de rádio Café com o Presidente, e estava satisfeito com a aprovação da lei. ?É um juro muito pequeno diante do que o comércio cobra que, na compra de um eletrodoméstico, pode ir a 150% ao ano". Segundo presidente, outro fator importante é o fato de a iniciativa livrar as pessoas da agiotagem. ?Logo que começou o empréstimo para os trabalhadores da ativa, a informação que eu recebi dos bancos era que o primeiro empréstimo que o trabalhador fez nos bancos foi para pagar dívida velha. Para que ele pudesse limpar o nome na praça e para que ele pudesse outra vez virar um consumidor respeitado. Esse foi um sucesso excepcional, eu estou aguardando a lei chegar ao meu gabinete para sancioná-la e a partir de então os aposentados vão ser um pouco mais cidadãos do que já são hoje", explicou Lula. Seguro rural No programa, o presidente Lula tratou também do seguro da agricultura familiar, e salientou: "É importante porque muitas vezes nós fazemos uma lei e, se nós não divulgarmos corretamente, as pessoas não vão tomar o dinheiro emprestado que nós colocarmos à disposição delas. Nós já temos o maior empréstimo do Pronaf da história do Brasil: R$ 7 bilhões para a safra 2004-2005. E agora nós criamos o seguro para o agricultor da agricultura familiar. Se houver uma geada, se tiver uma seca muito grande ou se a chuva for muito forte na época da colheita e o produtor perder tudo, o seguro vai cobrir 100% do prejuízo que ele teve?. A grande novidade, segundo Lula, é que, além de cobrir 100% do prejuízo, será feita uma análise sobre quanto o produtor iria ganhar se tivesse feito sua colheita normalmente. ?Então, ele vai receber 65% daquilo que era o lucro que ele ia ter com a sua produção", disse. "Nós precisamos incentivar que o movimento sindical divulgue, que o rádio e a televisão divulguem, que as cooperativas divulguem para que os trabalhadores procurem o dinheiro. Isso pode ajudar e muito. Nós não podemos permitir que os pequenos agricultores brasileiros sejam prejudicados com chuva ou com sol. O governo tem de agir para ajudar essa gente a produzir e produzir alimento de qualidade para que o povo brasileiro possa viver mais e viver melhor".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.