coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Aposentadoria tem novo teto a partir deste mês

O novo teto de aposentadoria desde o dia 1.º de junho passou a ser de R$ 1.561,56. Mas nem todos os trabalhadores que contribuíram pelo teto de recolhimento para a Previdência Social desde julho de 1994 que derem entrada no pedido de benefício este mês receberão esse valor. Primeiro, por causa do atual critério de cálculo da renda.Atualmente, a aposentadoria é calculada em duas etapas. Na primeira, apura-se a média dos 80% dos salários de contribuição (base do recolhimento mensal), os maiores, registrados em nome do segurado desde julho de 1994. Sobre a média, aplica-se o fator previdenciário, que leva em conta a idade do segurado, o tempo de contribuição, a alíquota de recolhimento (31%) e a expectativa de vida. Em junho, a média dos salários de contribuição para quem recolheu pelo teto desde julho de 1994 é de R$ 1.593,90. Por exemplo, para um homem com 35 anos de contribuição e 53 anos de idade, o fator previdenciário este mês é 0,8977, o qual, aplicado sobre a média de R$ 1.593,90, levará a uma renda inicial no valor de R$ 1.430,84. O segundo motivo para o achatamento da renda inicial é que o fator previdenciário vem tendo uma redução de 1/60 a cada mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.