Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Aposta de queda de juro mantém Ibovespa positivo

O crescimento lento do PIB dos Estados Unidos durante o quarto trimestre do ano passado serviu para reforçar ainda mais as apostas do mercado de que o Fed vai trazer o juro para 5,5% ao ano na reunião de hoje à tarde. O PIB americano nos últimos três meses de 2000 ficou em 1,4%, quando o projetado era 1,9%. Essa convicção ajudou a manter o Ibovespa positivo durante o pregão da manhã, mas com os investidores ainda receosos, preferindo ver para crer. O Ibovespa operava há pouco em alta de 0,63%, com 17.834 pontos. O giro financeiro de R$ 259 mi projetava para o dia cifra próxima à R$ 700 mi.À fragilidade do PIB, divulgado hoje cedo, somou-se a queda do índice de confiança do consumidor americano, divulgado ontem. A certeza de que o Fed vai cortar o juro em 0,50 ponto logo mais à tarde é tanta que os analistas já estão olhando para um horizonte mais longo e prevendo novas reduções nos Fed funds antes mesmo da próxima reunião do BC americano, marcada para o dia 20 de março.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2001 | 15h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.