Apple acusa Samsung de copiar iPhone e iPad

Empresa coreana lançou sua nova linha de tablets logo depois do novo iPad, o que irritou a companhia de Steve Jobs

Gustavo Chacra, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2011 | 00h00

CORRESPONDENTE

NOVA YORK

A Apple acusou a Samsung de usar a sua linha Galaxy para copiar produtos eletrônicos como o iPhone e o iPad. A medida judicial da empresa de Steve Jobs é mais uma das disputas envolvendo patentes de algumas das principais gigantes da tecnologia e indica como será a concorrência nos próximos anos.

O anúncio ocorreu no mesmo dia que a RIM, fabricante do BlackBerry e concorrente da Apple e da Samsung, anunciou o lançamento de seu tablet, o Playbook, que, segundo analistas, fracassou em seu primeiro dia de vendas. Não houve filas nas lojas, enquanto o estoque de iPads se esgotou em 20 minutos quando foi lançado há cerca de um mês (ver ao lado).

"A Samsung fez seus celulares e computadores tablets de uma forma que são usados e se parecem com os produtos da Apple, em uma clara violação de patentes. Por meio desta ação, a Apple busca parar a conduta ilegal da Samsung e obter compensação pelas violações que já ocorreram", diz o documento que a Apple enviou à Justiça no processo contra a empresa coreana.

A linha Galaxy tem conquistado mercado tanto em celulares como nos tablets. O produto fabricado pela empresa é o único considerado um sério rival para o iPad, que ainda domina cerca de 70% do mercado do setor. Mas a tendência, apesar da multiplicação nas vendas, é de que o domínio da Apple seja reduzido para menos da metade do total até 2015, segundo analistas.

Os produtos da Samsung utilizam o sistema operacional Android, do Google, que também é usado em outras empresas concorrentes, como a Nokia e a Motorola. Já a Apple conta com seu próprio sistema operacional e não o divide com nenhuma outra empresa.

A Samsung evitou entrar na polêmica. Disse apenas: "O desenvolvimento de nossas tecnologias e o fortalecimento do portfólio de propriedade intelectual são chaves para o nosso sucesso". A empresa não pode bater de frente com a companhia de Steve Jobs porque ela é sua cliente. Em 2010, a Apple comprou o equivalente a US$ 5,7 bilhões em semicondutores e outros produtos da Samsung. A empresa americana é a segunda maior cliente da coreana, depois da Sony.

O que mais irritou a empresa americana foi o período do lançamento de uma nova linha dos tablets Galaxy, logo depois do novo iPad. Segundo a Apple, a Samsung copiou o design de seus produtos e também a forma como eles são utilizados.

Cópia. Em comunicado, a Apple que "não é coincidência que os produtos da Samsung se pareçam tanto com o iPhone e o iPad, do formato do hardware à interface e mesmo a embalagem. Essa forma gritante de cópia é errada e precisamos proteger a propriedade intelectual da Apple quando outras empresas roubam nossas ideias".

Apesar de liderar no mercado de tablets por ter largado na frente, nos smartphones a Apple está atrás dos concorrentes que utilizam o Android, quando todos são somados. A empresa de Jobs possui 15% do mercado, contra 39% do Google. O BlackBerry, da RIM, ainda mantém a primeira colocação entre executivos.

A disputa entre Apple e Samsung é apenas mais uma de várias outras do mercado de tecnologia. Há batalhas envolvendo também a Microsoft, o Google e a própria Apple.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.