Apple admite problema com iPhone 4

Empresa oferece capa gratuita aos usuários para melhorar a recepção e promete reembolsar quem quiser devolver o aparelho

Gustavo Chacra, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2010 | 00h00

A Apple admitiu problemas na recepção do recém-lançado iPhone 4 e aceitou reembolsar todos os clientes insatisfeitos com o aparelho. A empresa também fornecerá capas de proteção aos celulares que corrigem o problema verificado em parte das 3 milhões de unidades vendidas.

A ação visa superar uma das mais graves crises de relações públicas da Apple, conhecida pela qualidade de seus produtos e a atenção aos clientes, que muitas vezes tratam a empresa como se fosse uma religião, comprando os últimos produtos assim que são lançados.

Ao anunciar as medidas em entrevista coletiva na sede da Apple em Cupertino, na Califórnia, o fundador e presidente da empresa, Steve Jobs, buscou defender o seu iPhone 4, acusando a imprensa de ter superdimensionado o problema.

Ainda assim, segundo Jobs, visto como um guru para os fanáticos por informática, disse que levará adiante a iniciativa para que "todos os clientes fiquem satisfeitos".

"É impressionante como a reação foi desproporcional", disse Jobs. "Há dados que sustentam o fato de o iPhone 4 ser o melhor celular inteligente do mundo. Não existe um "Antennagate"", acrescentou o líder da Apple, se referindo ao apelido dado por jornais dos Estados Unidos ao episódio. "Não somos perfeitos. Celulares não são perfeitos", completou.

Segundo Jobs, alguns celulares concorrentes do iPhone 4 também têm problema com a recepção. "Existe um desafio em toda a indústria para melhorar a performance das antenas para que não existam pontos sem recepção", disse. Analistas discordam e sustentam que, ao testarem concorrentes do iPhone, não observaram problemas com a antena.

Defeito. Usuários do iPhone 4 reclamam de dois problemas. No primeiro deles, o sinal desaparece quando o celular é carregado com as mãos em determinada posição. No iPhone 4, a antena está em um minúsculo orifício na lateral e muitas pessoas cobrem com o dedo sem querer.

As capas solucionam este problema, pois protegem este ponto na lateral do dedo das pessoas. Todos os analistas concordam que a proteção resolve a queda no sinal.

Quem já possuía a capa de proteção será reembolsado em US$ 29. Os demais receberão gratuitamente. As pessoas que não gostem de usar a capa ou simplesmente estejam insatisfeitas poderão devolver o aparelho e receber o dinheiro de volta.

O problema no celular levou uma entidade de defesa dos consumidores a não recomendar a compra do iPhone 4. O senador democrata Charles Schumer divulgou o comunicado pedindo que a Apple resolvesse o problema gratuitamente, convocando um recall dos iPhone 4.

Alguns analistas lembravam ontem que muitos produtos costumam apresentar problemas nas suas primeiras edições colocadas à venda.

Nos meses seguintes, as empresas percebem os defeitos e o solucionam. A diferença é que, desta fez, a falha surgiu no iPhone4, que se tornou o celular mais desejado a ser lançado nos Estados Unidos neste ano.

Demanda

3 milhões de iPhones 4 foram vendidos até agora pela Apple, mesmo com as reclamações de consumidores

US$ 29 é o preço da capinha que evita problemas de recepção do aparelho, dependendo da maneira como o usuário o segura na hora da ligação. A Apple prometeu reembolsar quem já comprou essa proteção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.