Paul Miller/EFE
Paul Miller/EFE

Apple faz evento para anunciar novos iPhone, iPad e TV

Em cerimônia anual, empresa deve apresentar novos modelos e melhorias em produtos

MURILO RONCOLATO, O Estado de S.Paulo

09 Setembro 2015 | 02h05

A cerimônia se repete anualmente em setembro, bem como a alta expectativa gerada em torno dela. Trata-se do dia reservado pela Apple para anunciar as novidades que trarão seus já conhecidos produtos: o celular iPhone, o tablet iPad e o set-top box de streaming Apple TV.

O evento acontece hoje às 15h (horário de Brasília), em um grande auditório em São Francisco (EUA). Espera-se da empresa a apresentação dos iPhones 6s e 6s Plus, com pequenas evoluções notáveis em comparação com os modelos de 4,7 e 5,5 polegadas do ano passado. Além de processadores mais velozes, o que deve gerar comentários é a incorporação de câmeras traseiras de 12 megapixels (ante as de 8 MP), a possibilidade de se fazer vídeos em qualidade 4K e a adição de flash na câmera frontal, para selfies.

Quanto aos tablets, um rumor antigo parece que se tornará realidade: o de que a Apple incorporaria o título "Pro" dos Macs também no iPad. Para justificar a mudança, o aparelho ganha poder de processamento e uma tela maior (pulando das atuais 9,7 para 12,9 polegadas). Sua versão menor, o iPad Mini, também deve ganhar melhorias, mas nada fora do esperado.

Uma novidade em comum é a incorporação de uma tecnologia chamada Force Touch, presente apenas nos relógios da Apple até então, que dará às telas dos dispositivos três distintos níveis de pressão: um toque, uma leve pressão e um pressão prolongada, cada um acionando um comando diferente.

TV. Disputando a atenção de todos durante o "show" da Apple, estará o dispositivo de streaming Apple TV. Lançado em 2007, o aparelho ganhou novos modelos apenas em 2010, 2012 e 2013. As alterações esperadas desta vez são mais interessantes e incluem um redesenho do controle - que agora terá touchpad, microfone para comandos de voz através da Siri, e sensores para a execução de comandos apenas movimentando o aparelho - e a incorporação de um elemento importante: games.

Nos últimos oito anos, o set-top box se resumiu a oferecer dois tipos de serviço: vídeos (seja alugando ou vendendo filmes através do iTunes, ou rodando o conteúdo de canais como ESPN, CNN e HBO e serviços como YouTube, por streaming) e música (agora através do Apple Music).

Nos últimos anos, porém, seus principais concorrentes Amazon (Fire TV) e Google (Android TV) adotaram a possibilidade de seus usuários jogarem através dos seus set-top box, levando o conteúdo de game presente em suas lojas de aplicativos, para os televisores.

A Apple deve tentar se equiparar às rivais hoje. A empresa tem a vantagem de contar com um catálogo vasto e diferenciado de jogos em sua App Store.

Mais conteúdo sobre:
Apple

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.