Jim Wilson/The New York Times
Jim Wilson/The New York Times

Apple se aproxima de líder global de mercado de vestíveis Fitbit

A Apple já vendeu 3,6 milhões de relógios da marca no segundo trimestre de 2015, pouco atrás da Fitbit com suas 4,4 milhões de unidades vendidas

O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2015 | 02h05

A Apple, que lançou o relógio Apple Watch em junho, está reduzindo sua distância em relação à Fitbit, líder no mercado de dispositivos vestíveis. As informações são da consultora de mercado IDC.

A Apple já vendeu 3,6 milhões de relógios da marca no segundo trimestre de 2015, pouco atrás da Fitbit com suas 4,4 milhões de unidades vendidas, de acordo com o IDC.

O Apple Watch, que contém muitos aplicativos e conteúdos de esporte e saúde, é visto como o maior rival dos dispositivos da Fitbit.

As vendas de dispositivos vestíveis mais do que triplicaram em todo o mundo, chegando a 18,1 milhões de unidades, no segundo trimestre, ainda segundo a consultoria.

"É interessante notar que a Fitbit vende apenas uma categoria de dispositivo vestível (uma pulseira de monitoramento de atividades físicas), que deve perder participação no mercado nos próximos anos. Com isso, a Apple está prestes a se tornar a nova líder de mercado", concluiu o relatório preparado pela IDC.

O relógio inteligente da Apple começou a ser vendido em nove países no dia 24 de abril. Em seguida, foi anunciado outros sete locais que receberiam o aparelho no dia 26 de junho, incluindo países da América Latina, como o México. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou a venda no Brasil dos modelos de alumínio, aço e ouro do relógio, de acordo com documento disponível no Sistema de Gestão de Certificação e Homologação, mas ainda não há previsão de lançamento no País.

Nos EUA, o Apple Watch Sport (modelo mais simples) custa a partir de US$ 349. Há uma versão em ouro que custa US$ 10 mil.

Novos iPhones. A Apple enviou convites para a imprensa ontem para um evento em 9 de setembro, onde se espera que novos iPhones sejam anunciados, além de uma possível nova versão do Apple TV. O convite por e-mail inclui um logotipo colorido da Apple com a frase "Hey Siri, give us a hint" (em português: 'Siri, nos dê uma dica'). A Siri é a assistente pessoal inteligente do iPhone que ajuda na realização de tarefas por meio de voz.

A Apple tipicamente anuncia os novos iPhones em setembro.

No ano passado, foi a vez dos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, com as maiores telas do aparelho até então.

Especialistas acreditam que a nova versão do celular deve focar em melhorias internas em vez de mudanças drásticas como foi o caso dos iPhones 6. / Agências Internacionais

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. PauloAppleApple Watch

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.