finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

'Aprendi a pensar como hacker para defender um sistema'

Aluno considera a área estimulante porque todo dia há um ataque diferente, levando-o a estudar sempre

O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2012 | 03h09

Com 25 anos de idade, Rafael Ricardo de Araujo conta que desde os 14 anos se interessa por segurança de dados. "Com 15 anos, já conhecia as técnicas usadas para invadir máquinas e como me defender disso." Segundo ele, para crescer na área, é preciso obter várias certificações como ISO 27001 e ISO 27002, que são exigência para muitos postos . "Há muitas vagas de analista de segurança com foco em testes de penetração em redes e sistemas, chamados de Pentest."

Araujo diz que a Certified Ethical Hacker, é uma das melhores certificações. "Fiz e aprendi como é possível ser um hacker ético e como pensar como um hacker para saber como defender um sistema." Ele considera a área estimulante, porque todos os dias surgem novos ataques, sendo preciso aprender sempre.

O jovem já fez processamento de dados (no colégio técnico), graduação tecnológica em gerenciamento de rede e agora está concluindo segurança de dados.

"Fiz estágio na Frontier Digital Business, onde monitorava a rede contra invasão." A meta do estudante é ser um Chief Security Officer (CSO) e cuidar da segurança total da empresa. "Para isso, precisarei fazer MBA em gestão de segurança."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.