Aprovada redução do teto de juro para empréstimo consignado

O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou na manhã desta quarta-feira a redução de 2,90% para 2,86% dos juros mensais cobrados nos empréstimos consignados com desconto em folha permitido a aposentados e pensionistas do INSS. Esse é o teto máximo dos juros que os bancos podem cobrar nesses empréstimos.Ao anunciar a decisão, o ministro da Previdência Social, Nelson Machado, explicou que o CNPS tomou a decisão seguindo a redução da Selic, a taxa básica de juros da economia. Na semana passada, o Comitê de Política Monterária (Copom) reduziu o juro de 15,25% para 14,75% ao mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.