Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Aracruz demite 177 funcionários no ES, BA e RS

A desaceleração da economia mundial e a consequente redução da demanda por celulose levou a Aracruz a dar início a um processo de redução no quadro de funcionários. Segundo a companhia, a decisão resultou na demissão de 177 funcionários, entre desligamentos já realizados e outros ainda em andamento.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 11h43

A maior parte das demissões (140) ocorreu nas áreas administrativa e operacional da Unidade Barra do Riacho, no Espírito Santo, e na Bahia. Na unidade Guaiba, localizada no Rio Grande do Sul, os cortes atingiram 37 pessoas. Esses números não incluem a desmobilização de profissionais terceirizados alocados em projetos de expansão.

Em nota, a companhia explica que os cortes têm em vista "fazer face aos efeitos da crise global que vem afetando fortemente a empresa, com redução nas vendas e, consequentemente, no ritmo das atividades produtivas".

Outras medidas adotadas pela direção da Aracruz na tentativa de proteger o caixa foram a suspensão de investimentos em aumento de capacidade, o cancelamento do pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio e a revisão de contratos com fornecedores e prestadores de serviço.

Tudo o que sabemos sobre:
demissõesAracruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.