Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Aracruz e bancos adiam novamente acordo sobre derivativos

Companhia negocia para definir as condições de pagamento das perdas com operações vinculadas ao câmbio

Agência Estado,

12 de dezembro de 2008 | 14h22

A Aracruz informou nesta sexta-feira, 12, em fato relevante, que não chegou a um acordo com as contrapartes sobre a reestruturação dos contratos derivativos firmados pela empresa com os bancos. A companhia tinha anunciado originalmente prazo até 30 de novembro para chegar a um acerto com as instituições financeiras, data que foi prorrogada para 11 de dezembro. "As partes deliberaram dar prosseguimento às mencionadas negociações, sendo certo que a companhia informará ao mercado tão logo sejam elas finalizadas", disse a Aracruz em breve comunicado. Veja tambémEntenda as operações de derivativos e suas conseqüênciasDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  Na quinta, uma fonte envolvida na tentativa de acordo antecipou à Agência Estado que a conclusão das negociações entre Aracruz e instituições financeiras sobre as operações com derivativos contratadas pela fabricante de celulose seria adiada novamente. A fonte, que falou sob condição de anonimato, disse que as conversações podem se arrastar até o início de 2009. A Aracruz e as instituições financeiras tentam definir quais as condições do pagamento que deverá ser feito pela fabricante de celulose referente às perdas de US$ 2,13 bilhões registradas em operações de derivativos. Esse montante, segundo informou a Aracruz no início do mês passado, equivale a 97% da exposição a derivativos da companhia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.