Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Aracruz pede apuração de falsidade ideológica contra quilombo

Novo lance na longa briga pela posse de terras, no Espírito Santo, da Aracruz Celulose. Uma área florestal da companhia, localizada em Linharinho, que pertence ao município de Conceição da Barra, foi invadida em 23 de julho por um grupo de pessoas ligadas ao movimento das comunidades quilombolas. Em 26 de julho, a Justiça Federal de São Mateus concedeu à Aracruz liminar de reintegração de posse que, como outras tantas pelo Brasil, ainda não foi cumprida.Ocorre que o departamento jurídico da empresa de papel e celulose estranhou a similaridade de algumas assinaturas no processo de autodeclaração da comunidade na Fundação Cultural Palmares, que reconhecia Linharinho como quilombola. Acreditando que havia indícios de fraude, enviou os documentos para análise do laboratório de perícias Ricardo Molina de Figueiredo. ''''A partir de uma comparação entre essas assinaturas e aquelas constantes da ata da assembléia de constituição de uma associação criada pela própria comunidade para esse fim, o perito Ricardo Molina de Figueiredo chegou à conclusão de que, primeiro, todas as assinaturas questionadas são falsas e, segundo, todas as assinaturas questionadas foram produzidas pelo mesmo punho escritor'''', informa a empresa.Com base nessa conclusão, a Aracruz apresentou notícia-crime à Polícia Federal no Espírito Santo, pedindo instauração de inquérito para apuração de crime de falsidade ideológica. E já encaminhou uma cópia dessa notícia-crime e do pedido de inquérito ao Ministério Público Federal e ao juiz federal de São Mateus, que concedeu a recente liminar de reintegração de posse em favor da companhia. Além disso, informa a Aracruz, está também comunicando o fato à própria Fundação Cultural Palmares, solicitando a realização de uma sindicância interna.IMPRESSÃO DIGITALA BM&F entrega hoje os primeiros selos de qualidade, dentro do seu programa de certificação de corretoras. Com uma festa tipo Oscar, haverá apresentação de Ana Paula Padrão e show de Elba Ramalho.Qual a importância desta certificação? Segundo Manuel Felix Cintra Neto, dirigente da bolsa, as corretoras que conseguiram o selo terão a garantia da BM&F de que estão qualificadas em nível triple A para atender clientes ''''com padrão internacional, o que ajudará a internacionalização da bolsa'''', explica Cintra Neto. A escolha é feita por um júri profissional de auditores e técnicos contratados pela BM&F.DOBRANDO Segundo o DOU de ontem, o Deorf aprovou processo de aumento de capital do Banco Itaú - de R$ 5.547.162.736,71 para R$ 10.174.892.736,71.Efeito BankBoston.AZEDOEm maio, a Hypermarcas anunciou a aquisição da DM Farmacêutica e passou a ser a maior empresa de bens de consumo do País. Mas, no segmento de adoçantes, a operação está complicada. A transação juntou as marcas Finn, Zero Cal e Adocyl, e dá à Hypermarcas o controle sobre quase 60% do mercado de adoçantes e mais de 80% do segmento de aspartame no Brasil.O caso está no Cade.PRODUTOA Nestlé apresentou semana passada, ao Cade, uma minuta de contrato de licenciamento para fazer sorvetes com a marca Garoto.Gelada?SUSTENTABILIDADEClarissa Lins, da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável, e Sergio Abranches, cientista político, falam hoje sobre sustentabilidade no Icatu Hartford Managing People.A presidente da empresa, Maria Silvia Bastos Marques, abre o evento em São Paulo.QUEM CHEGAMais concorrência no mercado de apart-hotéis em São Paulo. Entra no circuito, a empresa mineira Promenade, que administra 14 apart-hotéis no Rio e em BH.QUEM CHEGA 2Joe Tucci, presidente da EMC, empresa internacional de software que fatura mais de US$ 11 bilhões, visita o Brasil, onde tem escritório há dez anos, pela primeira vez.Dia 15, abre o EMC Forum 2007 e fala sobre os planos da empresa de instalar uma fábrica no País, ano que vem.NO CAMPOA Brasil Ecodiesel, maior produtora de biodiesel do País, assina hoje, em Brasília, acordo de cooperação com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura. A proposta é estimular o plantio de mamona e girassol.Meta: estabelecer 100 mil parcerias numa rede de agricultura familiar, em todo o País, até o fim deste ano.DE PÉS JUNTOSFoi o Itaú/BBA quem costurou a venda da Suzano para a Petrobrás. Portanto, os acionistas só têm que agradecer, e muito, pelo preço conseguido.Também foi o Itaú/BBA quem comandou as operações da Serasa e da MMX.TRIIIMAliás, desde a venda, o Grupo Suzano não está dando conta de atender os telefonemas, com ofertas de negócios.Também, com esta capitalização gigante...

sonia.racy@grupoestado.com.br, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.