Arauco prevê aumentar produção de celulose em 30% em 2011

A chilena Arauco, uma das maiores produtoras mundiais de celulose, disse nesta quarta-feira que espera que a sua produção cresça cerca de 30 por cento em 2011 em relação ao ano passado e que está olhando a possibilidade de expandir sua capacidade de produção no futuro.

FABIAN CAMBERO, REUTERS

17 de agosto de 2011 | 18h23

A Arauco, unidade de celulose do conglomerado industrial chileno Copec, prevê que irá produzir 3 milhões de toneladas de celulose neste ano, contra 2,3 milhões de toneladas produzidas no ano passado.

"Estamos em processo de estudos... um projeto para modernizar e expandir a Arauco", disse o diretor corporativo da Arauco, Franco Bozzalla, aos repórteres nesta quarta-feira.

"Nós ainda estamos na fase preliminar", afirmou ele, acrescentando que detalhes adicionais podem estar disponíveis em abril.

A produtora de celulose, cujas unidades incluem cinco fábricas no Chile e uma na Argentina, também possui operações no Brasil e no Uruguai.

A Arauco e a sueco-finlandesa Stora Enso planejam investir 1,9 bilhão de dólares na criação de uma unidade produtora de 1,3 milhão de toneladas de celulose por ano no Uruguai, no maior investimento da história daquele país.

A fábrica já está em fase de construção e deve iniciar as operações no primeiro trimestre de 2013.

(Texto de Simon Gardner e Alexandra Ulmer)

Tudo o que sabemos sobre:
PAPELARAUCOPRODUZ*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.