Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

ArcelorMittal anuncia lucro recorde de US$ 10,4 bi

A ArcelorMittal, maior siderúrgica do mundo em volume, anunciou hoje um crescimento de 30% no lucro líquido de 2007, para US$ 10, 4 bilhões. Além disso, a siderúrgica teve uma expansão de 18,8% nas vendas, para US$ 105,2 bilhões e um avanço de 27% no Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) para US$ 19,4 bilhões.Em comunicado, a siderúrgica afirmou que o desempenho anual da empresa está atribuído à maior demanda global por produtos do aço.O grupo registrou acréscimo de 2,7% no lucro líquido no quarto trimestre do ano passado, para US$ 2,44 bilhões, com destaque para o maior volume de produção. Em igual período do ano anterior, o grupo havia apresentado um lucro de US$ 2,37 bilhões. Porém, o desempenho trimestral ficou abaixo das projeções do mercado, de US$ 2,51 bilhões, de acordo com a média das estimativas de nove analistas consultados pela Dow Jones Newswires.A receita líquida da fabricante de aço cresceu 20,6% no quarto trimestre de 2007, de US$ 23,2 bilhões para US$ 27,99 bilhões. Enquanto isso, o Ebitda da siderúrgica subiu 17,7% no mesmo intervalo, de US$ 4,12 bilhões para US$ 4,85 bilhões. Nesse caso, a performance ficou levemente acima das estimativas dos analistas, de US$ 4,81 bilhões.Em comunicado, a ArcelorMittal informou ter alcançado US$ 1,4 bilhão em sinergias no ano passado, após a fusão dos dois grupos, que foi completada em novembro. Com uma estratégia de crescimento agressiva, a companhia anunciou 25 acordos em países como Argentina, Brasil, China, Costa Rica, Egito, México e Polônia, e em diferentes tipos de produto tais como tubos, canos e aço inox galvanizado.Agora, a siderúrgica espera retornar US$ 3,1 bilhões para seus acionistas este ano, dos quais US$ 2,1 bilhões serão distribuídos na forma de dividendos e US$ 1 bilhão em recompra de ações. Em 2007, a companhia retornou US$ 4,4 bilhões para seus acionistas, sendo US$ 1,8 bilhão em dinheiro e pagamento de dividendos e US$ 2,6 bilhões em recompra de ações.2008Para os primeiros três meses de 2008, o grupo prevê Ebitda entre US$ 4,7 bilhões e US$ 5 bilhões, contra US$ 4,3 bilhões apurado um ano antes."Esperamos uma performance no primeiro trimestre de 2008 que será comparável com os níveis do quarto trimestre. Estamos muito satisfeitos com o desempenho e os progressos da companhia", afirmou o executivo-chefe, Lakshmi Mittal, em comunicado. As informações são da Dow Jones.

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

13 de fevereiro de 2008 | 09h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.