Área econômica vai decidir se muda a meta de superávit

A partir de segunda-feira, a área econômica terá de retomar as discussões para decidir se mudará a meta de superávit primário na divulgação do resultado de setembro ou apenas em 22 de novembro, quando será publicado o último relatório de avaliação de receitas e despesas do ano.

RENATA VERÍSSIMO, ADRIANA FERNANDES, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2014 | 02h05

Uma fonte confidencia que a discussão está parada, à espera do resultado das eleições. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, passará quase toda a semana em São Paulo e a presidente Dilma mantém a maratona da campanha nesta reta final.

O governo também enfrenta dificuldades para vender as ações do Banco do Brasil em poder do Fundo Soberano do Brasil (FSB). O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, anunciou que pretende arrecadar R$ 3,5 bilhões com essa operação, mas a "monetização" das ações para reforçar as receitas do Tesouro pode não ocorrer se as condições de mercado estiverem desfavoráveis. A estratégia dessa operação ainda está indefinida. / R.V e A.F.

Tudo o que sabemos sobre:
superávitcontas púbicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.