Argentina admite equívoco no embargo à importação de carne

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Linneu Costa Lima, confirmou ter recebido do ministro argentino, Miguel Campos, a informação de que o embargo da Argentina à importação de carnes brasileiras ocorreu por um equívoco provocado pela imprensa daquele país. As notícias publicadas sobre o foco de aftosa no Brasil teriam confundido Pará (no Norte), com Paraná (no Sul).Costa Lima também informou, em nota oficial, que seu colega argentino determinou ao Serviço Nacional de Qualidade e Sanidade Agroalimentar (Senasa) a análise imediata dos documentos relativos à descoberta de um foco do foco de febre aftosa no município de Monte Alegre, no Pará, divulgado no dia 17 deste mês. Novas informações já foram enviadas à Argentina, com recebimento confirmado, acrescentou o ministro interino.As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.