Argentina amplia ajuda financeira à província de Buenos Aires

O governo da Argentina anunciou nesta quinta-feira que enviará mais ajuda financeira à província de Buenos Aires, permitindo ao maior distrito do país pagar salários, atendendo à demanda de funcionários públicos em greve.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h39

A província fragilizada financeiramente não conseguiu pagar um abono salarial previsto a servidores públicos no começo do mês e se ofereceu para saldá-lo em duas parcelas até 15 de agosto. Funcionários públicos, empregados de hospitais e professores rejeitaram a proposta.

As finanças regionais sofrem devido à desaceleração no crescimento das receitas fiscais, ao esfriamento da economia e a gastos elevados ligados a uma inflação de dois dígitos. Buenos Aires responde por cerca de 40 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) argentino.

Nesta quinta-feira, o ministro da Economia do país, Hernan Lorenzino, declarou que o governo federal enviaria outros 600 milhões de pesos (132 milhões de dólares) em ajuda financeira à província de Buenos Aires, permitindo à região que emita 900 milhões de pesos em bônus, para pagar dívidas junto aos portadores de títulos.

Mais cedo neste mês foram transferidos 1 bilhão de pesos à província.

(Reportagem de Alejandro Lifschitz)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROARGENTINAAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.