Argentina apóia o Brasil contra os EUA na Alca

O chanceler argentino, Rafael Bielsa, disse hoje, em resposta ao negociador dos EUA para a Alca, Peter Allgeier, que se fosse os Estados Unidos preferiria ter uma Alca com Brasil e não sem o Brasil. "Do ponto de vista do governo argentino, preferimos fazer uma Alca com o Brasil e com a Argentina", disse em entrevista aos correspondentes estrangeiros no país.Ele deixou claro que o Brasil e a Argentina estão e continuarão juntos nas negociações internacionais e disse esperar que a visita de Allgeier ao país "seja construtiva". Bielsa disse que a posição argentina é muito semelhante à do Brasil e Allgeier vai encontrar um clima muito parecido ao que encontrou no Brasil, mas fez uma alerta. "Se esperam que nossos países sejam subservientes e que assinaremos acordos que não sejam benéficos, isso não vamos fazer porque estamos discutindo a sobrevivência e não a opulência".Rafael Bielsa afirmou que "não haverá mudança de estratégia" da Argentina e do Brasil durante as negociações na próxima reunião do Mercosul com a União Européia, em novembro. Ele destacou que existe solução para o impasse nas negociações. "Há uma maneira técnica, por exemplo, de fixar um cronograma de desmantelamento dos subsídios de Estados Unidos e União Européia, o que mostraria um sinal ao mundo de que estes países estão dispostos a negociar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.