Argentina cria fundo do BC para garantir dívidas em 2010

BC argentino possui US$ 18 bilhões em reservas, dos quais US$ 6,5 bilhões serão transferidos para o fundo

Gustavo Nicoletta e Marina Guimarães, Agência Estado

14 de dezembro de 2009 | 14h22

O governo argentino montou um fundo abastecido com recursos excedentes das reservas do Banco Central do país para garantir o pagamento de suas dívidas em 2010, de acordo com o ministro de Economia da Argentina, Amado Boudou.

 

O BC argentino possui aproximadamente US$ 18 bilhões em reservas, dos quais US$ 6,5 bilhões serão transferidos para o Tesouro do país para constituir o fundo, disse Boudou durante uma entrevista coletiva.

 

Segundo Boudou, o país possui "um excedente de reservas da ordem de US$ 18 bilhões" e a decisão de usar "um terço desse excedente das reservas" para o Tesouro é "para que não haja nenhuma dúvida sobre a capacidade de pagamento da Argentina".

 

"Queremos dar o máximo de certeza para 2010", disse Boudou durante solenidade de anúncio da medida.  As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinafundodívidaBanco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.