Argentina: Desemprego cai a 7,2% no segundo trimestre

A taxa de desemprego na Argentina caiu para 7,2% no segundo trimestre deste ano, de 7,3% no mesmo período do ano passado, segundo informou hoje o Instituto Nacional de Estatísticas e Censo (Indec). A pesquisa abrange 31 aglomerados urbanos. No primeiro trimestre deste ano, a taxa de desemprego estava em 7,1%.

AE, Agencia Estado

21 de agosto de 2012 | 16h48

Separadamente, a Universidade Torcuato di Tella (UTDT) divulgou que as expectativas de inflação no país ficaram estáveis em agosto. A mediana das projeções de inflação para os próximos 12 meses ficou em 30%, o mesmo nível dos últimos seis meses. Já a média das previsões subiu para 39,8% em agosto, de 35,7% em julho.

Segundo o Indec, a taxa anual de inflação chegou a 9,9% em julho, mas a maioria dos economistas argentinos argumenta que o órgão do governo subestima a taxa real de inflação. Para a maioria dos analistas, a taxa anual de inflação atualmente está bem acima de 20%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinadesemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.