Argentina deve imprimir 2,5 bi de pesos para bancos

A Argentina planeja imprimir 2,5 bilhões de pesos este ano para criar um fundo de estabilização bancário que irá cobrir qualquer nova corrida de saques nos depósitos, disse o secretário do Tesouro argentino, Oscar Lamberto, à Dow Jones.Ele disse que grande parte dos 3,5 bilhões de pesos que serão impressos este ano, volume autorizado pelo Congresso, será usado pelo BC caso investidores em pânico voltem a sacar suas economias depositadas nos bancos. "Este fundo será usado para ajudar os bancos se houver outra corrida de saques nos depósitos", disse Lamberto. Os demais 1 bilhão de pesos serão usados em programas de serviços sociais, de acordo com recentes declarações do ministro da Economia, Jorge Remes Lenicov. Durante os últimos oito meses de 2001, o país perdeu mais de US$ 20 bilhões, com os argentinos retirando suas economias das contas bancárias, temendo uma desvalorização da moeda e o congelamento das contas pelo governo. "O BC poderá oferecer liqüidez aos bancos se houver um problema. Mas a questão é se esses 2,5 bilhões de pesos serão suficientes", disse o economista Alberto Bernal, da IdeaGlobal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.