Argentina deve pedir US$ 20 bi ao FMI

O ministro argentino de Economia, Jorge Remes Lenicov, admitiu que, nas negociações formais com o Fundo Monetário Internacional, deverá pedir uma ajuda de US$ 15 bilhões a US$ 20 bilhões. "Vamos pedir um número que nos permita sair rapidamente do poço em que nos encontramos. Pode ser US$ 15 bilhões a 20 bilhões, mas ainda não analisamos", afirmou o ministro. Hoje, o chefe de Gabinete da Presidência, Jorge Capitanich, confirmou que o governo de Eduardo Duhalde iniciará formalmente as negociações com o FMI dentro de 15 a 20 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.