Argentina diz que está ao lado do Brasil na Alca

O governo argentino disse nesta terça-feira que está ao lado do Brasil nas negociações da Alca e deu uma dura resposta a um dos negociadores dos Estados Unidos, o embaixador Ross Wilson, ao comentário dele de que estava desapontado com a falta de engajamento do Brasil e da Argentina nas discussões da Alca em Trinidad Tobago, na semana passada. ?O embaixador Wilson deveria ter em conta que não fomos à reunião para encantá-lo mas fomos para defender os interesses dos países que representamos no Mercosul?, disse ao Estado o embaixador Eduardo Sigal, sub-secretário de Integração Econômica.De acordo com o principal negociador argentino, o que o Brasil e a Argentina apresentaram na reunião da Alca foi a ?exigência de que quando se fale de livre comércio, se fale sério sobre livre comércio?. Sigal afirmou que ?enquanto os Estados Unidos mantiver subsídios e incentivos internos que geram a concorrência desleal no comércio internacional, nós (Mercosul) vamos manter nos firmes na defesa de nossos interesses?.O sub-secretário de Integração Econômica repeliu especulação de que o Brasil está isolado nas negociações da Alca e da OMC. ?A Argentina e o Brasil estão passando por seu melhor momento histórico e estamos trabalhando não só para estejamos juntos no Mercosul, os quatro países, mas pela integração e liberalização do comércio entre todos os países latinos?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.