finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Argentina e FMI fazem acordo de ajuda financeira de 3 anos

A Argentina e o FMI resolveram as diferenças sobre o acordo de três anos que deverá ser anunciado ainda hoje, segundo uma fonte do ministério de Economia ligada diretamente às negociações. Agora, o presidente Néstor Kirchner está decidindo a forma de pagamento do vencimento de ontem no valor de US$ 2,9 bilhões, o qual deverá ser com dinheiro das reservas do Banco Central, já que o acordo inclui o desembolso do FMI do mesmo valor para recompor as reservas. Sem oferecer muitos detalhes do acordo, a fonte limitou-se a confirmar que o superávit fiscal para os anos de 2003 e 2004 será mantido em 3%, conforme proposta do governo.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2003 | 17h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.