Argentina é o maior déficit comercial do Brasil

A Argentina é o principal déficit comercial do Brasil. De janeiro a maio deste ano, segundo o Ministério do Desenvolvimento, o saldo negativo atingiu US$ 1,29 bilhões. Em 2001, o déficit do período foi de apenas US$ 387 milhões. A Argentina superou a Alemanha, que historicamente é o maior déficit comercial do PAís. O Brasil conseguiu uma retração do déficit com outros parceiros comerciais, além da Alemanha, como Argélia, Japão, Suécia, Coréia do Sul, Taiwan e Áustria. A queda das exportações para a Argentina representou 55,1% da redução total das vendas externas brasileiras. Em comparação com janeiro-maio de 2001, as vendas cairam 66,6%. Com isso, a participação da Argentina na pauta comercial brasileira caiu de 10,1% nos primeiros 5 meses de 2001 para 3,8% no mesmo período deste ano. Em valores absolutos, a queda das exportações com a Argentina foi de US$ 1,6 bilhão. O setor de manufaturados foi o mais afetado. As exportações para a Argentina desses produtos cairam 69% até maio deste ano e representam quase a totalidade da retração das exportações. Os argentinos deixaram de exportar US$ 1,5 bilhão em manufaturados nos cinco primeiros meses de 2002 comparado o mesmo período de 2001. O Brasil exportou da Argentina até maio US$ 802 milhões e importou, 2,099 bilhões. O setor de automovéis é responsável por 13% do déficit comercial com a Argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.