Argentina eleva imposto sobre exportação de petróleo

O imposto para as exportações de petróleo na Argentina subiu de 45% para 120% e de gasolina passou de 5% para 34%. A medida foi publicada hoje pelo Diário Oficial e o governo espera arrecadar 3,6 bilhões de pesos (US$ 1,153 bilhões) por ano com estas "retenções", como são denominados os impostos para as exportações no país. A cifra vai variar de acordo com os preços internacionais de petróleo.A decisão do governo de Néstor Kirchner de aumentar o imposto tem um duplo efeito: engordar os cofres públicos para pavimentar o caminho de Cristina Fernández de Kirchner, que assumirá no dia 10 próximo, e regular o preço interno dos combustíveis. A medida pretende minimizar o impacto da cotação internacional nos valores para o consumidor interno e, inclusive, obter um retrocesso destes preços a julho último.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.