Argentina eleva taxa de exportação do gás para 100%

O governo argentino elevou hoje a taxa de exportação sobre o gás natural, em um movimento que afeta principalmente os consumidores chilenos. O aumento, que em menores proporções também irá afetar o Uruguai e o Brasil, foi detalhado na Resolução 534/2006, publicada no Diário Oficial do país hoje.De acordo com a medida, a taxa de exportação vai subir de 45% para 100%, com uma base de preços equivalente ao maior preço pago pela Argentina para importar gás.O ministro do Planejamento argentino, Julio De Vido, declarou na noite de ontem que o governo planejava elevar os impostos de exportação como parte do seu plano de energia deste ano.Outros membros do ministério já haviam revelado que o ajuste iria coincidir com a reabertura das exportações para o Sul do Chile, que permaneciam interrompidas desde junho do ano passado. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.