Argentina embarga carne de cinco estados brasileiros

A carne bovina de cinco estados brasileiros não poderá entrar na Argentina por tempo indeterminado. Essa ordem foi emitida pelo Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agro-alimentícia (Senasa), que à proibição aplicada à carne proveniente do Mato Grosso do Sul desde o 12 de outubro, acrescentou o impedimento para a importação de carne e seus derivados dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. O governo do presidente Néstor Kirchner está trabalhando para impedir que a aftosa atravesse a fronteira. Além da intensificação da fiscalização nas fronteiras e a desinfecção dos veículos que entram no país, o governo ordenou o envio de 110 mil doses de vacina.Os temores do governo Kirchner aumentaram mais ainda quando foi notificado do surgimento de um novo foco de aftosa, no Paraná, a apenas 80 quilômetros da fronteira com a província de Misiones, no nordeste argentino.Argentina já registrou aftosaEntre 2000 e 2001 a Argentina registrou centenas de focos em todo o país. Na época, o governo do então presidente, Fernando De la Rúa (1999-2001), foi acusado de descaso com a doença, e de ter encoberto o surgimento de focos no interior do país. O governo De la Rúa só admitiu a presença da doença quando ela já assolava a maior parte da Argentina. A expansão da doença fechou temporariamente as portas de dezenas de mercados internacionais para a Argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.