Argentina escolhe bancos que vão reestruturar dívida

O ministro de Economia, Roberto Lavagna, afirmou hoje que o processo de escolha dos bancos que trabalharão na reestruturação da dívida argentina terá início nesta semana. Em entrevista aos correspondentes estrangeiros em Buenos Aires, nesta manhã, Roberto Lavagna, negou-se a dar qualquer informação adicional sobre as negociações da dívida em default (calote), além das que já foram amplamente divulgadas pela imprensa. O ministro confirmou que entre os dias 20 e 30 próximos, o secretário de Finanças, Guillerme Nielsen, fará o road-show em 11 cidades do mundo, como Tókio, Osaka, Los Angeles, Roma, Nova York, Boston, Londres e outras, para reunir-se com os grupos consultivos de credores. Roberto Lavagna disse que as reações dos credores foram as esperadas pela equipe econômica ? alguns reagiram mal, mas outros reagiram de forma favorável ? e ressaltou que os maiores problemas na negociação serão com os fundos especulativos, cuja "orientação é sempre de dizer não porque esta é a razão pela qual existem", opinou. O ministro descartou a hipótese de que o governo teria interesse em prolongar as discussões sobre as negociações para dilatar o prazo de retomada dos pagamentos da dívida, como já chegou a ser ventilado pela imprensa argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.