Argentina espera assinar acordo até início de novembro

O Ministério de Economia da Argentina confirmou através de fontes, que o ministro Roberto Lavagna realmente já enviou ao Fundo Monetário Internacional o rascunho corregido da carta de intenções que foi analisada por uma semana por técnicos do governo. O documento elaborado pelos técnicos do FMI e da equipe econômica argentina durante duas semanas, em Washington, sofreu "uma série de comentários e de correções", disse a mesma fonte. A Argentina espera assinar um acordo com o FMI até o dia 4 de novembro próximo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.