Argentina fechará acordo comercial com México

O vice-chanceler Martín Redrado anunciou que a Argentina fechará acordo de livre comércio com o México dentro de 60 dias, o que duplicará as exportações argentinas para aquele país. "Esperamos vender ao México mais que o dobro do que vendemos atualmente", afirmou Redrado que adiantou também o início das negociações com o Chile e com o Peru para acelerar a redução das alíquotas de uma série de produtos. Apesar de encontrar-se no final do governo, Redrado planeja ainda iniciar um acordo similar com a Índia. No ano passado, o México importou US$ 665 milhões de dólares da Argentina, 36,2% mais que em 2001. Pelos cálculos do economista, as exportações argentinas ao México serão em torno de US$ 1,5 bilhão por ano.A proposta é que o acordo alcance todos os produtos em 10 anos. Primeiro, serão desgravados os produtos dos setores químicos, petroquímicos e de couros. O setor agropecuário ficou por último. Hoje, Redrado se reunirá com o presidente do Chile, Ricardo Lagos, para discutir o início da eliminação de alíquotas de produtos menos sensíveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.