Argentina lança pacote contra evasão de impostos

O governo argentino lançará hoje um pacote contra evasão de impostos, com foco principal sobre sociedades fictícias, paraísos fiscais, a indústria de notas fiscais apócrifas e outras irregularidades comuns no país. Segundo informações da Casa Rosada, o anúncio deverá ocorrer nesta manhã, e será feito pelo próprio presidente Néstor Kirchner e não pelo ministro de Economia, Roberto Lavagna.O presidente quer deixar claro que é ele quem decide os planos de seu governo, mesmo os da área econômica. Por isso, proibiu a antecipação à imprensa de qualquer informação sobre o plano para não minimizar o "impacto" das medidas, que incluem o aumento das penalidades para os infratores, tanto em multas como em tempo de prisão. Para isso, Néstor Kirchner já criou juizados penais tributários que começarão a trabalhar a partir do anúncio das medidas. O governo estima que deixa de arrecadar cerca de 30 bilhões de pesos anuais com a evasão de impostos. De acordo com informações da Administração Federal de Ingressos Públicos (Afip), uma espécie de Receita Federal, as medidas estarão orientadas para o incremento da fiscalização, com um foco especial em duas irregularidades que vêm aumentando nos últimos meses: as notas falsas e o sub-faturamento das exportações. O pacote conterá algumas medidas que necessitarão de aprovação do Congresso, o que poderá atrasar a aplicação das novas normas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.