Argentina mantém proibição de exportações de trigo

A Argentina manteve a proibição dos embarques de trigo para o exterior antes do dia 5 de maio. Os exportadores foram comunicados da decisão na última sexta-feira (dia 11), por meio de carta da Secretaria de Agricultura do governo argentino. O governo havia dito que as exportações seriam reabertas na segunda-feira da semana que vem (dia 21), mas se recusou a aceitar novas declarações devido aos problemas de abastecimento doméstico provocados pela greve rural dos produtores argentinos de 21 dias, encerrada no início deste mês. No dia 2 de abril, os produtores anunciaram uma trégua de 30 dias, para iniciar negociações com a presidente Cristina Kirchner sobre o setor agropecuário. Normalmente, os exportadores podem fazer declarações para embarques com até 15 dias de antecedência. Portanto, a expectativa era que o governo aceitasse novos contratos de exportação desde a segunda-feira da semana passada (dia 7). "Apesar da abertura formal dos registros de exportação, na semana passada, o governo estava inviabilizando os embarques por meio de exigências burocráticas", afirmou Lorena D''Angelo, analista da Bolsa de Grãos de Rosário. Outros produtosAs exportações de milho e carne também têm esbarrado na burocracia da alfândega. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.