Argentina mantém projeção de área de trigo em 3,7 mi hectares

O governo da Argentina manteve sua previsão para área de produção de trigo 2012/13 em 3,7 milhões de hectares, cerca de 20 por cento abaixo da temporada passada, mostrou o relatório mensal do Ministério da Agricultura nesta sexta-feira.

Reuters

21 de setembro de 2012 | 14h16

A Argentina é um importante exportador de trigo, especialmente para o Brasil, porém, produtores dizem que a intervenção do governo no mercado de trigo desencorajou a semeadura da safra.

Fortes chuvas em agosto encharcaram áreas de trigo e inundaram partes da província de Buenos Aires.

"Entretanto, a safra está em bom estado de maneira geral (80 por cento da área nacional), com 10 por cento em condições excelentes e apenas 10 por cento em más condições, principalmente nas províncias do norte, onde não caiu volume suficiente de chuvas", segundo o comunicado do governo.

O ministério local ainda não estimou a produção de trigo.

O Departamento de Agricultura norte-americano (USDA) estimou a colheita de trigo 2012/13 da Argentina em 11,5 milhões de toneladas, abaixo das 15 milhões de toneladas no ano safra anterior.

O Ministério não forneceu uma estimativa para as semeaduras de milho e soja 2012/13. A Argentina é o segundo maior fornecedor de milho do mundo e terceiro maior de soja.

A produção de milho da Argentina é vista subindo para 28 milhões de toneladas, ante as 21 milhões de toneladas na temporada 2011/12, afetada pela seca, de acordo com as previsões do USDA, enquanto a produção de soja foi vista em 55 milhões de toneladas, contra as 41 milhões anteriormente.

(Reportagem de Maximiliano Rizzi e Hilary Burke)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSTRIGOARGENTINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.