coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Argentina negociará dívida de US$ 6,3 bilhões

A ministra de Economia da Argentina, Felisa Miceli, confirmou oficialmente ao ministro de Economia da Espanha, Pedro Solbes, que a Argentina iniciará as negociações com o Clube de Paris dentro de 15 dias, para reestruturar a dívida de US$ 6,3 bilhões, em aberto desde 2002. O primeiro país com quem a Argentina negociará será com a Espanha, ao qual deve US$ 1 bilhão. Na primeira quinzena de julho, uma equipe de técnicos liderada pelo secretário de Finanças, Alfredo Mac Laughlin, realizará uma viagem por vários países da Europa para divulgar a oferta argentina. Além da Espanha, a equipe viajará à Alemanha e Holanda, segundo e terceiro credores. Mas não se descarta uma viagem à França, Itália e ao Japão, posteriormente. Miceli informou ao seu colega espanhol que o objetivo do governo de Néstor Kirchner é fechar a reestruturação com o Clube de Paris até o final desse ano. Para tanto, o rascunho da oferta que já está em circulação não prevê redução do valor nominal da dívida, mas sim um alongamento dos prazos de pagamento e o reconhecimento do capital e juros não pagos entre o início de 2002 até o momento, segundo informação do jornal argentino El Cronista.O que não está definido ainda é se, como uma demonstração de boa vontade, o governo faria um pagamento inicial em cash. O que se sabe é que a intenção do presidente Kirchner é dar prioridade ao pagamento do que deve à Espanha, como forma de "agradecimento" pela ajuda dada em 2000, quando o então governo de Fernando De la Rúa armara uma "blindagem financeira" para evitar a crise, que explodiu alguns meses depois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.