Argentina pára de exportar carne a partir de terça

A resolução que suspende as exportações de carne bovina por um período de 180 dias foi publicada, nesta segunda-feira, no Diário Oficial da Argentina. A suspensão, que entra em vigor nesta terça-feira, tem o objetivo de "manter um abastecimento do mercado interno com preços razoáveis". A medida exclui proibição as vendas previstas por acordos multilaterais, como é o caso da Cota Hilton, da União Européia. Também estão excluídas as exportações que já foram pagas parcial ou totalmente.O texto argumenta que a decisão anunciada na última quarta-feira foi em função de "inusitado e injustificado" aumento de preços da carne de vaca nos últimos tempos, e que "uma das causas principais de tais aumentos está vinculada à demanda externa".A publicação da medida afastou as esperanças que os produtores tinham de que a mesma fosse revista, ainda nesta semana. É que na última sexta-feira, o Mercado de Liniers recebeu quase 25 mil cabeças de boi gordo, o número mais elevado desde 1992, o que provocou uma queda de até 20% nos preços. Com a volta do gado e a redução dos preços, chegou-se a comentar no mercado que o presidente Néstor Kirchner poderia rever a medida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.