finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Argentina parece determinada a entrar em default, diz credor

"Torcemos para que escolha evitar esse beco sem saída", afirmou um porta-voz do NML

REUTERS

18 de julho de 2014 | 14h50

Um investidor envolvido na disputa sobre a dívida da Argentina afirmou nesta sexta-feira que o país ainda se recusa a se reunir com ele e negociar acordo antes do prazo de 30 de julho, depois do qual o país enfrentará um novo default.

"O governo argentino parece estar determinado a entrar em default. Torcemos para que escolha evitar esse beco sem saída", afirmou um porta-voz do NML, uma divisão da Elliott Management Corp., em comunicado.

(Reportagem de Daniel Bases em Nova York)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROARGENTINACREDORES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.