Argentina pede reunião do Mercosul para discutir crise

Encontro pode acontecer depois que os ministros retornarem de Washington

Marina Guimarães, da Agência Estado,

09 Outubro 2008 | 10h22

O governo da Argentina solicitou ao Brasil a convocação de uma reunião de emergência do Mercosul para avaliar as conseqüências da crise internacional no bloco regional e coordenar medidas comuns, informam jornais locais. Como o Brasil é o atual presidente do bloco, o chanceler Jorge Taiana pediu ao chanceler Celso Amorim que faça a convocação. A reunião seria do Conselho Mercado Comum (CMC), integrado pelos ministros de Relações Exteriores e de Economia e Fazenda da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.   Também devem participar os ministros da Venezuela, embora sua associação definitiva como membro pleno do bloco ainda não tenha sido aprovada pelo Congresso brasileiro. A reunião seria em meados da próxima semana, depois que os ministros convocados para a reunião do G-20, em Washington, regressarem aos seus países.

Mais conteúdo sobre:
Crise Mercosul reunião Washington

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.