Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Argentina pode investir na Bolívia em troca de gás

A Argentina está disposta a investir no setor de hidrocarbonetos da Bolívia caso isso seja necessário para obter gás natural do país andino, disse nesta sexta o ministro argentino de Planejamento, Julio de Vido.O ministro assegurou também que "neste mês" assinará um acordo para ampliar a provisão de gás boliviano a seu país e citou como exemplo a cooperação entre a empresa estatal argentina Enarsa e a companhia petrolífera venezuelana PDVSA em projetos conjuntos."Hoje surgiram algumas notícias nos jornais que dizem que se a Bolívia não investir não terá gás. Se a Bolívia não investir iremos com a Enarsa ajudar o povo boliviano, a investir em conjunto com eles e trazer o gás de que a Argentina necessita", ressaltou De Vido em entrevista à agência oficial de notícias "Télam".PerspectivasAo falar em um ato a sindicalistas, o ministro disse que "neste mês" serão assinados os contratos para que a Argentina possa receber 27 milhões de metros cúbicos diários de gás da Bolívia por 20 anos."A Argentina tem superávit fiscal, tem empresas nacionais além da Enarsa que estão em condições de dar continuidade a projetos de exploração sobretudo nos marcos reguladores vigentes, pelos quais as jazidas são propriedade do Estado boliviano", comentou.Nos últimos dias, De Vido rejeitou as advertências de analistas sobre uma iminente escassez de energia ao afirmar que há uma maior demanda no setor pelo forte crescimento da economia e que foram tomadas medidas necessárias para impedir eventuais crises.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.