Argentina pode vender propriedade do governo a correntista

O presidente da Argentina, Eduardo Duhalde, está considerando uma idéia radical para reduzir a fúria dos argentinos, que tiveram parte dos depósitos bancários congelados, que é permitir que as pessoas usem esses fundos para comprar propriedades do governo, como terra, móveis, veículos e até mesmo estradas de ferro. "O estado tem milhares de propriedades e milhões de acres de terras que não faz uso", disse Duhalde. "Nós devemos estudar como podemos compensar as economias das pessoas com propriedades do estado".Duhalde disse que ordenou a equipe econômica a considerar seriamente a proposta, que ele espera analisar após o retorno de uma viagem à Espanha no final desta semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.