Argentina reajusta energia pela primeira vez desde 2001

O governo argentino anunciou que irá elevar a tarifa da energia elétrica residencial e industrial. O aumento será retroativo a 1º de julho de 2008, disse o ministro do Planejamento, Julio De Vido. Os consumidores residenciais irão pagar até 30% mais, dependendo de quanto consomem; a indústria terá um aumento de, em média, 10%. "É o primeiro ajuste desde 2001", afirmou De Vido. As tarifas do gás não serão reajustadas, segundo ele.A maior parte dos consumidores residenciais (cerca de 76%) não será atingida pelo aumento porque não gasta energia suficiente para ser afetada de modo relevante pela mudança, afirmou o ministro. Os aumentos da tarifa residencial serão baseados nos níveis de consumo, de forma que os que consomem mais terão aumento maior da tarifa. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.