EFE/David Fernandez
EFE/David Fernandez

Argentina recebe mais US$ 10,8 bilhões do FMI

Valor liberado pelo Fundo Monetário Internacional é a terceira etapa do acordo fechado no ano passado

Victor Rezende e Gabriel Bueno da Costa, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2019 | 18h30

O Fundo Monetário Internacional (FMI) liberou US$ 10,8 bilhões para o a Argentina nesta sexta-feira, 5, depois de concluir a terceira revisão de desempenho da economia do país.

O pagamento faz parte do acordo de 36 meses fechado no ano passado, em que o FMI libera parcelas conforme avalia as medidas tomadas pelas autoridades argentinas para buscar o equilíbrio fiscal. O total previsto a ser emprestado é de US$ 56 bilhões.

Em declaração nesta sexta-feira, a diretora-gerente da instituição, Christine Lagarde, afirmou que as políticas argentinas "estão gerando frutos" e que os altos déficits em conta corrente e fiscal estão diminuindo.

"A atividade econômica mostrou contração em 2018, mas há sinais de que o pior da recessão já passou e espera-se uma recuperação gradual nos próximos trimestres", disse Lagarde. No entanto, ela também ressaltou que a inflação permanece alta e que as expectativas de inflação estão ganhando força.

Para a diretora-gerente, o governo argentino demonstrou determinação ao colocar a relação entre o endividamento e o Produto Interno Bruto (PIB) "em uma trajetória sustentável". Além disso, Lagarde comentou que as reformas do lado da oferta "são essenciais para alcançar um crescimento forte, sustentável e equitativo e para elevar os padrões de vida da população argentina". /COM AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.