Argentina registra contração de 0,5% em maio em base anualizada

Índice contrasta fortemente com a expansão registrada em maio de 2011, de 9,3%

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

20 de julho de 2012 | 18h11

BUENOS AIRES - A economia argentina registrou contração de 0,5% em maio, na comparação com o mesmo mês de 2011, em extremo contraste com a expansão de 9,3% medida em maio do ano passado, segundo dados divulgados pelo Indec, a agência de estatística do governo. De abril para maio, houve modesta expansão de 0,2%, prosseguiu o Indec.

A estimativa mensal da economia da Argentina ficou aquém das projeções dos analistas. A mediana das estimativas de mais de 50 bancos, consultorias e universidades consultados pelo governo era de crescimento de 0,5% em maio, na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Analistas consideram que, depois de dois anos de rápido crescimento, a economia argentina deve começar a crescer num ritmo mais moderado em meio a controles sobre o câmbio, restrições às importações e elevado nível de inflação. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinacontração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.