coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Argentina renegocia contratos de serviços públicos

A Argentina deu início ao processo de renegociação dos contratos com o setor privado, ao pedir ascompanhias que enviem informações sobre o impacto da crise econômica do país em suas operações,informou o Ministério da Economia.As companhias, que incluem fornecedores de energia elétrica, telefonee outros serviços, têm dez dias para responder às perguntas do governo. As empresas vão entãoencontrar-se com autoridades do governo.Todo o processo de renegociação dos contratos provavelmentevai levar 120 dias, disse Daniel Damarone, porta-voz do Ministério da Economia.Como parte da medidaque desvalorizou o peso e converteu a economia em pesos no dia 6 de janeiro, a administração dopresidente Eduardo Duhalde determinou que as companhias prestadoras de serviços teriam de renegociarsuas agendas de taxas com o governo.As empresas afetadas pela renegociação incluem: a unidade localda espanhola Telefónica, o consórcio franco-italiano Telecom Argentina e as companhias de energia Edesur e Edenur.Leia o especial

Agencia Estado,

18 de março de 2002 | 23h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.