Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Argentina suspende registro da Bunge por evasão fiscal

O fisco argentino suspendeu ontem o registro de operador de grãos da companhia do agronegócio Bunge, uma medida que retira alguns benefícios de suas atividades no país, enquanto a Justiça determinou um embargo dos bens da empresa por supostas irregularidades fiscais.

O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2012 | 03h05

"A companhia realizou triangulações nocivas de exportações, o que teria permitido evadir mais de 435 milhões de pesos (US$ 100 milhões) em impostos, em 2006 e 2007", afirmou a Administração Federal de Ingressos Públicos (Afip) em comunicado.

A Justiça embargou bens da empresa em garantia. Segundo a Afip, o embargo envolve ativos da ordem de US$ 57 milhões. A Bunge já havia sido suspensa em março de 2011 pela Afip.

O governo da presidente Cristina Kirchner tem tido uma relação tensa com as grandes companhias do setor agropecuário. No ano passado, várias empresas tiveram seu registro suspenso sob acusação de evadir somas milionárias de impostos. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.