Argentina tem novos protestos contra bancos

Os bancos no centro de Buenos Aires estão sendo novamente atacados pela população enfurecida pela pesificação de seus depósitos e pelo "corralito". Várias pontes de acesso à capital federal foram bloqueadas e muitas passeatas interrompem o trânsito da cidade. Os argentinos não se cansam da luta diária de realizar protestos com panelaços, gritos e palavras de ordem, passeatas e piquetes com bloqueio de ruas, avenidas, pontes e rodovias. Vários manifestantes se encontram no centro de Buenos Aires pedindo a devolução de seus depósitos em dólares. O movimento, que começou passivo, tornou-se agressivo com a quebradeira de vidros e portas de diferentes bancos. Muitos tiveram suas frentes pichadas com frases como: "Ladrões, devolvam nosso dinheiro". O Banco Nación, estatal, está sendo invadido pelos poupadores, que fazem barulho com podem: latas de lixo, panelas, palmas e gritos. Os manifestantes fazem uma maratona percorrendo os vários bancos da zona do micro-centro, denominada city portenha. Muitas agências decidiram fechar suas portas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.