Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Argentina terá R$ 3,5 bi em swap de moedas com Brasil

O ministro da Economia da Argentina, Amado Boudou, anunciou hoje o entendimento entre o Brasil e a Argentina para a realização de um swap (troca) de moedas entre os dois países. Segundo ele, o acordo prevê que o Banco Central do Brasil colocará à disposição da Argentina R$ 3,5 bilhões e em troca a Argentina entregará 7 bilhões de pesos. Esse montante, segundo Boudou, é equivalente a US$ 1,8 bilhão.

FABIO GRANER E RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

19 de agosto de 2009 | 18h54

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, que estava ao lado do Boudou durante o anúncio, em Brasília, destacou que os dois países estão tentando aumentar a integração na área financeira. Na área comercial, Mantega ressaltou que a relação dos dois países sofreu retração por conta da crise financeira internacional, mas agora está se recuperando. "A boa notícia é que estamos recuperando o patamar anterior à crise", disse Mantega, que lembrou que a Argentina era o principal parceiro comercial do Brasil.

Segundo o ministro brasileiro, essa recuperação do comércio reflete a retomada no nível de atividade dos dois países. Mantega disse que há pendências na relação comercial dos dois países que cabe ao Ministérios do Desenvolvimento (brasileiro) e Ministério da Produção (argentino) resolverem. Mas, segundo Mantega, as pendências são pequenas dado o tamanho da relação bilateral. "Predomina a harmonia e o interesse comum entre os dois países", disse Mantega.

O ministro ainda destacou que o Brasil e a Argentina estão bem posicionados na área fiscal e disputam o título de menor déficit entre os países do G-20.

Tudo o que sabemos sobre:
moedasswapBrasilArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.