Argentina terá volta responsável ao mercado, diz Lavagna

O ministro da economia da Argentina, Roberto Lavagna, negou hoje que tenha estimado um prazo de três a quatro anos para o País voltar aos mercados de capitais. Segundo ele, suas afirmações, feitas durante almoço com economistas e empresários ontem, foram mal interpretadas. "O que eu disse foi que a Argentina não vai fazer acordos apressados, e que não possam ser cumpridos, somente com o objetivo de voltar ao mercado. Nós voltaremos ao mercado de maneira responsável, sem novos defaults", afirmou em entrevista aos correspondentes estrangeiros na Argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.