Argentina vai usar soldados para liberar caminhões

O governo argentino teria decidido usar soldados para liberar os caminhões com alimentos perecíveis, retidos nos piquetes de produtores rurais nas estradas do país, segundo a rede de TV Todo Notícias. O secretário de Comércio Interior, Guillermo Moreno, reuniu-se com a direção do Mercado Central, onde se negocia no atacado as frutas e verduras vendidas no país, e os empresários do setor.Na reunião, Moreno e os empresários do setor mapearam os caminhões parados nos piquetes e suas respectivas cargas. A decisão é de enviar as tropas da Gendarmeria (soldados responsáveis pela segurança nas fronteiras e em casos de conflitos nas províncias) para liberar os caminhões presos nas quase 400 barreiras montadas pelos agricultores.Resistência"Se Moreno decidiu isso é bom ele enviar também as ambulâncias porque vamos resistir", reagiu o líder ruralista Alfredo DAngelis, da cidade de Gualeyguachú, província de Entre Rios, onde está localizado o maior piquete do protesto argentino. Na rodovia 14, também chamada de rodovia do Mercosul, em Gualeychachú, centenas de caminhões estão parados há dias, em filas que se estendem por quilômetros. Neste local estaria o maior contingente de agricultores que não obedecem a entidades ruralistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.